EVANGELIZANDO

Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Serra Branca-PB. Semeando a Palavra e colhendo frutos para o Reino de Deus. Bem Vindo (a)! Deixe o seu comentário!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

NATAL SEM JESUS É APENAS UMA FESTA!!!‏


COMPREENDENDO O VERDADEIRO SIGNIFICADO DO NATAL!

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz”. (Isaías 9:6)
Estamos na véspera do Natal, uma das datas mais importantes no calendário ocidental. Ao transitar pelas principais vias da cidade, já podemos verificar o chamado “espírito natalino” pairando no ar. Hotéis, shoppings, lojas, restaurantes e edifícios residenciais da cidade estão iluminados com enfeites natalinos, mostrando o seu comprometimento com a data. Avenida paulista e outras avenidas da grande São Paulo, receberam uma iluminação especial e uma diversificada decoração natalina. A Árvore de Natal do Ibirapuera, na Zona Sul de São Paulo, foi inaugurada na noite deste domingo (6). Com 75 metros de altura, 35 metros de diâmetro e 240 toneladas, a árvore deste ano é a maior já construída. A estrela que enfeita o topo tem 10 metros e pesa mais de uma tonelada e meia. Todas estas ações foram resultado de um projeto intitulado “Natal em São Paulo” que tem o objetivo de atrair turistas para a temporada de final de ano na nossa capital, em comemoração ao seu aniversário. Infelizmente, esta festa celebrada anualmente adquiriu contornos comerciais e mercadológicos, desviando-se completamente do propósito principal da sua celebração. As modernas comemorações do Natal têm pouco a ver com os fatos da Bíblia. Quando nos acostumamos com algo, com uma rotina, é comum realizarmos tarefas e atividades sem questionarmos sobre sua origem ou razão de ser. Isso se dá porque nossa mente cria filtros que nos impedem de perceber certos detalhes, simplesmente porque já estamos acostumados àquilo. Não é porque o mundo ocidental se volta para comemorar o Natal nesta época do ano que nós o fazemos. A Igreja do Senhor comemora o nascimento de Cristo todos os dias do ano. Sim, esta é a mensagem do Evangelho: E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade... (Jo-1.14). Não há um culto sequer, durante o ano, em que deixemos de louvar a Deus pela vinda de Jesus como nosso Redentor. Nós comemoramos o Natal com a consciência de quem é Jesus e do que Ele fez por nós. Sabemos que Jesus é eterno, que no princípio Ele era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus (Jo-1:1). Compreendemos que o homem Jesus foi a encarnação do Filho de Deus, e que todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez (Jo-1:3). Entendemos que a vinda de Jesus ao mundo é prova do grandioso amor de Deus por nós. Assim, comemorar o Natal é um privilégio quando lembramos que Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu Filho Unigênito para que todo aquele que n’Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (Jo-3.16). Quando louvamos a Deus pelo Natal de Cristo estamos, também, reconhecendo o que somos, conforme diz a sua Palavra: “mas a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus”. (Jo-1.12). Podemos afirmar que o Natal de Jesus começou no Jardim do Éden, quando Deus prometeu que da semente da mulher nasceria um que esmagaria a cabeça da serpente (Gn-3.15). Este Natal foi anunciado pelos Profetas: “eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho... (Is-7.14) e  ainda: “...um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz” (Is-9.6). Exatamente por isso, temos certeza que o Natal de Jesus ocorreu conforme as Promessas de Deus: Com as Alegrias do Natal. O anjo, porém, lhes disse: Não temais, porquanto vos trago novas de grande alegria que o será para todo o povo: É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.  E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo:Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens (Lc-2.10-11,13-14). O Natal não se comemora comendo, bebendo ou comprando presentes compulsivamente, porque Natal é testemunho da verdade que salva, é a afirmação de uma vida que se vê em serviço. O Natal se comemora servindo a Deus, adorando e louvando ao Senhor e Salvador Jesus Cristo, devendo a sua vontade sempre prevalecer sobre a nossa.

Queridos, que o Senhor continue confirmando todas as suas bênçãos até o último dia do Ano de 2010.



Pastor Adão de Santana
Diretor Geral AD Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário