EVANGELIZANDO

Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Serra Branca-PB. Semeando a Palavra e colhendo frutos para o Reino de Deus. Bem Vindo (a)! Deixe o seu comentário!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

A vida de um homem não consiste na abundância dos bens que possui.

A FÉ PODE NÃO PRODUZIR RIQUEZAS

Tal afirmação poderá parecer uma heresia para alguns. Mas "ouça"as palavras de Jesus "... porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que possui". Alguns tendem a tratar a fé como um grande negócio, pensam: a fé no Evangelho enriquece; quem não têm fé é pobre; quem têm fé é rico. A Bíblia no entanto pode esclarecer este impasse:
  1. Deus não abençoa apenas os cristãos. "Ele faz nascer o sol sobre maus e bons e faz chover sobre justos e injustos. A benção da vida é para todos; a benção da salvação é para quem crê.
  2. A condição econômica independe da fé "Ora, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muito os sábios segundo a carne nem muito os poderosos nem muito os nobres que são chamados. "E o que dizer da parábola do rico e Lázaro?
  3. A ausência ou presença de dificuldades não tem a ver com fé ou com espiritualidade: Davi recebeu de Deus o título de "homem segundo o  meu coração", no entanto seus salmos são na maioria das vezes expressões de gemidos e dores.
  4. O sofrimento é parceiro da fé. O apostolo disse: "através de muitas tribulações  nos importa entrar no reino de Deus. O próprio Jesus foi chamado de "homem de dores e que sabe o que é padecer". Seria Jesus um homem sem fé?
Condicionar a convivência econômica  a fé poderá nos trazer alienantes parciais, injustos e elitistas, a olhar para pobres não como necessitados, mas sim como pessoas em pecado.
Autor: Pr. Elizeu S.Fagundes Rosa
POIS QUE APROVEITA AO HOMEM SE GANHAR O MUNDO INTEIRO E PERDER A SUA VIDA? OU QUE DARÁ O HOMEM EM TROCA DE SUA VIDA?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário