EVANGELIZANDO

Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Serra Branca-PB. Semeando a Palavra e colhendo frutos para o Reino de Deus. Bem Vindo (a)! Deixe o seu comentário!

segunda-feira, 11 de julho de 2011

COMEAD-CGPB TEM UM NOVO PRESIDENTE


Campina Grande elege sucessor de pastor Francisco Pacheco: Pastor Daniel Nunes 

Pastor Daniel Nunes da Silva é o novo presidente da AD em Campina Grande (PB) e da Convenção (Comead-CGPB), com 70% dos votos. A eleição foi realizada ontem (10), à tarde.

Ele venceu pastor Emídio Pacheco de Brito, que assumira a igreja, pois era o 1º vice-presidente do Pastor, Francisco Pacheco de Brito, falecido no dia 16 de junho. Pastor Daniel recebeu 270 votos e Pastor Emídio, 114.
O novo líder tem 47 anos (foto), é natural do Paraná e casado com Kátia Cristina Vasconcelos Nunes. É formado em Teologia pela Eetad e Ibadep (básico e médio) e em Pedagogia pela Universidade do Vale do Acaraú (UVA) e pós-graduado em Língua Portuguesa pela Universidade do Pernambuco (UPE).
Ordenado ao santo ministério (Evangelista) em janeiro de 1988 e como pastor em 5 de dezembro de 1996, em Guarapuava (PR). Serviu ao Senhor em Riacho dos Cavalos; Catolé do Rocha; Brejo do Cruz; Cuité (PB); Sucre, na Bolívia; São Sebastião de Lagoa de Roça e Monteiro (PB).
Atuava como pastor na AD em Picuí; como 2º secretário da Comead-CGPB, também atuou como coordenador do Ibadep (2003); Cetadeb (2010) e como membro da Comissão de Estratégias e Evangelismo da CGADB.


ASSEMBLEIA DE DEUS EM CAMPINA GRANDE-PB.  ELEGE O PASTOR DANIEL NUNES COMO O SEU NOVO PRESIDENTE, VEJA FOTOS.


Um comentário:

  1. Acredito que o Pr. Daniel fará um execelente trabalho, na direção de Deus; Não o conheço a não ser de vista, mas já ouvi falar de sua história e trajetória, e alguém que já passou pelo campo, saberá ajudar os obreiros que lá estão arduamente a fazer a obra do Senhor.
    Bom, só gostaria que a Convenção orasse e abrisse seus olhos para os campos e observasse que há obreiros que necessitam ser mudados; e que mandassem para o campo, obreiros que reamente estão preparados para ir, com toda sua família, pois creio que quando o Senhor chama um obreiro para o campo, ele trabalha também em sua família. Eu não falo de capacidade, pois quem capacita é Deus, mas de preparação; pois há obreiros que as vezes são enviados para o campo, mas suas famílias não estão preparadas, o que faz a obra sofrer, a família sofrer, e consequentemente o pastor sofrer pois falta para ele o apoio da família, e a compreensão da igreja em ver que o pastor que não mantem ordem em sua casa, não pode estar a manter ordem em sua igreja.
    espero não estar sendo mal interpretada; é um assunto para se refletir.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário